Relatório para Junho
2 de junho de 2017
Carteira Guide: Titulares do Mês
4 de agosto de 2017
Exibir tudo

Relatório mensal de Agosto

Chegamos em Agosto…

No front micro, ainda há elevado grau de incerteza. Estamos atentos à volta dos parlamentares a Brasília, mas não esperamos tempos de razoável “calmaria”, como vimos nas últimas semanas. No entanto, ainda mantemos uma visão construtiva e positiva em bolsa no longo prazo, embora no curto prazo a bolsa doméstica possa apresentar elevada imprevisibilidade (a depender dos níveis de incertezas).

Comentários & Perspectivas

A Selic caiu para 9,25% ao ano, e o Ibovespa superou os 65 mil pontos. Com o recesso parlamentar em Brasília, o noticiário político foi mais leve no final de julho. Mas não haverá trégua em agosto. Continuamos com uma perspectiva neutra em bolsa e dólar, mas o viés é ligeiramente mais negativo para os mercados locais, em nossa opinião. Até aqui, acreditamos que fomos muito beneficiados pelo cenário internacional. Não fosse isso, estaríamos em outro “lugar”. Após o “choque-JBS”, em meados de maio, havia dúvidas quanto à capacidade que o banco central (BC) teria para cortar a Selic. Afinal, na terminologia dos economistas, tal “choque” poderia ser “inflacionário” ou “deflacionário”. O 2º venceu: os números de inflação seguem surpreendendo para baixo, e a percepção de risco-país e o dólar recuaram, acredite se quiser. Isso permitirá que o BC, muito provavelmente, leve a Selic a um patamar abaixo de 8,0% até o final deste ano. Em julho, o corte foi de 1 ponto percentual, sem surpresas. Até aqui, olhando em retrospectiva, acreditamos que fomos muito beneficiados pelo cenário internacional. Afinal, este ainda se mostra muito favorável. Investidores tem adicionado risco às suas carteiras, num cenário de crescimento saudável e juros ainda muito baixos nos desenvolvidos. Provas deste comportamento mais agressivo por parte de muitos investidores? As emissões de títulos longos, de países como Argentina e Grécia, que até há pouco estavam “fora do mercado”, e que tiveram boa recepção no mercado. Em suma: em momentos como os de hoje, não são poucos os que se lembraram da famosa frase do ex-CEO do Citi, Chuck Prince, às vésperas da crise financeira americana. Aumenta a cautela de alguns, enquanto outros vão às compras, com mais apetite. Saber o que nos espera à frente é difícil, mas não podemos acreditar que o cenário externo continuará, indefinidamente, tão favorável como o é nos dias de hoje. Por aqui, vale o mesmo alerta: não há garantias de que o cenário político, mais “contido” em julho, continuará assim em agosto.

Se prepare para investir melhor durante o mês de Agosto… ACESSE O RELATÓRIO COMPLETO!!!

CONFIRA TAMBÉM NOSSA CARTEIRA TITULARES DO MÊS, a carteira que obteve rentabilidade superior à 8% no último mês.